Marketing de SEO: O Guia para Iniciantes

Marketing de SEO O Guia para Iniciantes
loja-virtual

Provavelmente, você já ouviu falar de Marketing de SEO. Mas se você não faz ideia do que seja, não tem problema. 

Neste guia para iniciantes, vou te mostrar tudo o que você precisa saber para começar no marketing de SEO. Começando pelo básico: o que é SEO?

O que é SEO?

SEO é a sigla em inglês para otimização do mecanismo de pesquisa. 

Isso significa que SEO é o processo de afetar a visibilidade de um site ou página da web em um mecanismo de pesquisa de resultados não pagos.

Por que é importante utilizar o marketing de SEO na sua estratégia?

O marketing de SEO pode ser extremamente poderoso para uma empresa, não apenas porque há muito tráfego, mas porque há muito tráfego muito específico e de alta intenção.

Por exemplo, se você tem uma loja virtual você prefere comprar um outdoor para que qualquer pessoa com um carro na sua área veja seu anúncio ou aparecer toda vez que alguém no mundo digitar o produto que você vende? 

Provavelmente o último. Sabe por quê? Porque as pessoas que procuram na internet o produto que você vende são pessoas com intenção comercial, o que significa que estão se levantando e dizendo que querem comprar algo que você oferece.

Além disso, seus clientes em potencial também estão procurando por todos os tipos de coisas que estão apenas vagamente relacionadas ao seu negócio. 

Como funciona o SEO?

Mecanismos de busca (como o Google, por exemplo) usam bots para rastrear páginas na web, indo de um site para outro, coletando informações sobre essas páginas e colocando-as em um índice. 

Índice é como se fosse uma biblioteca gigante onde um bibliotecário pode puxar um livro (no caso da internet, uma página da web) para ajudá-lo a encontrar exatamente o que você está procurando no momento.

E sabe o que é mais legal na internet? 

É que o bibliotecário leu todos os livros da biblioteca e pode dizer exatamente qual deles terá as respostas para suas perguntas.

Ou seja, são esses que vão ficar na primeira página do mecanismo de busca.

Como funciona a pesquisa no Google?

Segundo a Central de Pesquisa do Google, o mecanismo de busca obtém informações de muitas fontes diferentes, incluindo:

  • Páginas web;
  • Conteúdo enviado pelo usuário (como envios do usuário do Google Meu Negócio e do Maps);
  • Digitalização de livros;
  • Bancos de dados públicos na internet;
  • Muitas outras fontes.

Mas neste artigo vou concentrar as informações de como o Google funciona dentro das páginas web, que é o nosso foco para o marketing de SEO.

 O Google segue três etapas básicas para gerar resultados de páginas da web:

  1. Rastejando
  2. Indexando
  3. Serviço (e classificação)

Rastejando

A primeira etapa é descobrir quais páginas existem na web. O Google faz isso de três maneiras:

  1. Algumas páginas são conhecidas porque o Google já as visitou antes; 
  2. Outras páginas são descobertas quando o Google segue um link de uma página conhecida para uma nova página.
  3.  Ainda outras páginas são descobertas quando o proprietário de um site envia uma lista de páginas (um mapa do site) para o Google rastrear. 

Ou seja, não há um registro central de todas as páginas disponíveis na internet, então o Google deve procurar constantemente por novas páginas e adicioná-las à sua lista de páginas conhecidas.

A boa notícia é que se você estiver usando um host gerenciado, como Wix, WordPress ou Blogger, eles podem dizer ao Google para rastrear todas as páginas novas ou atualizadas que você criar.

Ainda nessa primeira, depois que o Google descobre o URL de uma página, ele visita ou rastreia a página para descobrir o que está nela. Ou seja, ele renderiza a página e analisa o conteúdo textual e não textual e o layout visual geral para decidir onde ele pode aparecer nos resultados da pesquisa. 

Indexando

O Google analisa o conteúdo da página, cataloga imagens e arquivos de vídeo incorporados na página e, de outra forma, tenta entender a página. 

Essas informações são armazenadas no índice do Google, um enorme banco de dados armazenado em muitos, muitos (muitos!) computadores.

Serviço (e classificação)

Quando um usuário digita uma consulta, o Google tenta encontrar a resposta mais relevante em seu índice com base em muitos fatores.

O Google tenta determinar as respostas de mais alta qualidade e considerar outras informações que fornecerão a melhor experiência do usuário e a resposta mais apropriada, considerando coisas como a localização do usuário, idioma e dispositivo (desktop ou telefone).

Por exemplo, pesquisar por “oficinas de conserto de bicicletas” mostraria respostas diferentes para um usuário em Paris do que para um usuário em Hong Kong.

Como você coloca seu site no Google?

O SEO ajuda você a ter uma classificação mais alta, mas você não pode ter uma classificação mais alta se o Google nem mesmo sabe que seu site existe.

Ou seja, o Google eventualmente encontrará seu site por conta própria. Mas existem alguns benefícios importantes em enviar seu site manualmente:

  • Descoberta mais rápida. A maioria dos novos sites não tem backlinks de outros sites, então pode levar algum tempo para o Google descobri-los.
  • Melhore o seu site. O Google Search Console oferece recomendações sobre como melhorar e otimizar seu site.

Sendo assim, a primeira etapa para enviar seu site ao Google é encontrar o mapa do site (Sitemaps).

A segunda etapa é criar uma conta gratuita do Google Search Console e enviar seu sitemap.

Como melhorar o rastreamento do seu site no Google

Para melhorar o rastreamento do seu site no Google, primeiro você tem que verificar se o Google pode acessar as páginas do seu site e se elas parecem corretas. Você pode fazer uma verificação rápida digitando o URL da página no Teste de compatibilidade com dispositivos móveis.

Se você criou ou atualizou uma única página, pode enviar um URL individual para o Google. Para informar ao Google sobre muitas páginas novas ou atualizadas de uma vez, use um mapa do site.

Para encorajar um rastreamento completo do site, certifique-se de que a sua página inicial (e todas as páginas) contenham um bom sistema de navegação do site com links para todas as seções e páginas importantes do seu site; isso ajuda os usuários (e o Google) a encontrarem o caminho no seu site. 

Para sites menores (menos de 1.000 páginas), deixar o Google ciente apenas de sua página inicial é tudo de que você precisa, desde que o Google possa alcançar todas as suas outras páginas seguindo um caminho de links que começam em sua página inicial.

Outra ótima dica para melhorar o rastreamento do seu site é fazer com que sua página seja vinculada a outra página que o Google já conhece. 

No entanto, esteja avisado que links em anúncios, links pelos quais você paga em outros sites, links em comentários ou outros links que não seguem as Diretrizes para webmasters do Google, ou seja, não serão seguidos pelo Google.

5 dicas de marketing de SEO para aplicar hoje mesmo na sua página

5 dicas de marketing de SEO para aplicar hoje mesmo na sua página

Agora que você entendeu um pouco como funciona o marketing de SEO, separei para você 5 dicas para você aplicar na sua página ainda hoje.

1) Melhorar as tags de título

Às vezes, um pequeno ajuste de bom senso em uma tag de título pode fazer uma grande diferença.

Suas tags de título fazem sentido? Você pode torná-los mais específicos ou relevantes? Por exemplo, adicionar “sapatos” à tag de título pode ser um ajuste de bom senso: “Sapatos femininos – [Seu site]”.

2) Verifique a Velocidade da Página

Os mecanismos de pesquisa estão enfatizando cada vez mais os sites de carregamento rápido – a boa notícia é que isso não é benéfico apenas para os mecanismos de pesquisa, mas também para os usuários e as taxas de conversão do seu site. 

Por isso, o Google criou uma ferramenta útil para dar a você algumas sugestões específicas sobre o que alterar em seu site para resolver problemas de velocidade de página.

3) Crie um blog

Os blogs podem ser uma maneira incrível de se classificar por palavras-chave e envolver os usuários do seu site. 

Afinal, cada postagem no blog é uma nova página da web e uma oportunidade adicional de classificação nas SERPs. 

Além disso, faça questão de blogar pelo menos uma vez por semana. Lembre-se de que você está blogando principalmente para o seu público, não para os mecanismos de pesquisa, então estude seu mercado-alvo e escreva sobre coisas nas quais eles estão interessados.

4) Entenda sua competição

Identifique seus concorrentes de busca orgânica – não necessariamente os sites que vendem produtos e serviços exatos, mas também sites informativos e grandes varejistas que competem pelas mesmas frases. 

Depois pergunte a si mesmo:

  • O que eles estão fazendo bem na pesquisa orgânica?
  • Que temas de conteúdo eles incluem que você não inclui?
  • Como eles estruturam seu site para direcionar palavras-chave valiosas?
  • Como eles envolvem os compradores?

Além disso, estude suas análises e atividades de mídia social para identificar produtos ou informações do site que podem melhorar suas próprias ofertas e experiência do usuário.

A criação de links é o objetivo principal do SEO fora da página. Ou seja,  é o processo de atrair links de entrada (também chamados de backlinks) para o seu site a partir de outras fontes na Internet. 

Como regra geral, os sites com mais autoridade com links para seu conteúdo têm um impacto mais significativo em suas classificações. 

Dedique algum tempo para debater todas as várias maneiras de atrair links de entrada. 

Talvez você comece compartilhando links com empresas locais em troca de links para seus próprios sites, ou escreva algumas postagens de blog e as compartilhe em diferentes plataformas de mídia social. 

Você também pode abordar outros blogs para oportunidades de guest blogging por meio das quais você pode vincular de volta ao seu site.