Instagram lança nova ferramenta de assinaturas pagas para criadores de conteúdo

Instagram lança nova ferramenta de assinaturas pagas para criadores de conteúdo
loja-virtual

Nesta quinta-feira (14/07), o Instagram fez o lançamento do recurso de assinaturas pagas para criadores de conteúdo no Instagram que oferece exclusividade no acesso a fotos e vídeos.

Sendo assim, Adam Mosseri anunciou a novidade em seu perfil e deixou claro que a plataforma aguarda o feedback dos usuários.

Isso mesmo!

Chegou a mais nova ferramenta de assinaturas pagas para criadores de conteúdo no Instagram!

Há algum tempo, o Instagram começou a liberar alguns testes dessa ferramenta.

Assim, o recurso permite que influenciadores disponibilizem conteúdo exclusivo para seus seguidores que assinaram o serviço pago.

Saiba mais sobre a assinatura paga do Instagram lendo este artigo até o final!

Como funciona a assinatura paga do Instagram?

Desde janeiro de 2022 que o Instagram está fazendo testes com essa ferramenta. 

No entanto, somente agora é que ela finalmente passou a ser integrada às contas de vários usuários. 

Nesse sentido, os criadores de conteúdo podem estipular um valor mensal à sua assinatura para que seus fãs tenham acesso a transmissões ao vivo e stories exclusivos.

Muito parecida com outros programas de assinatura como “Seja Membro” do Youtube ou Netflix.

Além disso, os assinantes receberão um “Selo de assinante” que será exibido em seus comentários nas publicações ou mensagens enviadas ao criador de conteúdo.

Dessa forma, facilita também a identificação do usuário durante uma transmissão ao vivo.

O que tem na assinatura?

O recurso permite a produção de posts visíveis apenas para assinantes, como ocorre no Onlyfans e no Twitter.

Nos stories com o Close Friends já era possível esconder algumas publicações e gerenciar a visualização, no entanto, isso não gerava nenhum tipo de rentabilidade.

Com a atualização e nova ferramenta, posts tradicionais do feed e Reels poderão ser dedicados apenas a quem estiver disposto a pagar.

Assim sendo, os criadores de conteúdo terão Haver uma nova guia específica com os conteúdos exclusivos dos assinantes. 

Desse modo, somente quem pagar o preço da assinatura terá acesso à visualização de fotos e vídeos adicionais.

Dessa forma, o programa de assinaturas pagas do Instagram inclui:

  • Grupo exclusivo
  • acesso a transmissões ao vivo exclusivas, 
  • posts e stories que só podem ser vistos pelos assinantes
  • acesso ao feed exclusivo
  • Reels somente para assinantes
  • uma insígnia que aparece ao lado dos comentários e mensagens, mostrando que você é um assinante. 

O valor de cada assinatura será definido pelo criador e poderá variar entre US$ 0,99 e US$ 99,00 (cerca de R$ 5,40 a R$ 540 na conversão direta).

Como o recurso ainda não chegou oficialmente ao Brasil, não dá para saber quais serão os valores praticados por aqui.

Mas, o Instagram planeja expandir o número de criadores que pode acessar a ferramenta nos próximos meses e assim teremos uma noção média dos valores cobrados.

Novidade ou cópia?

Ganhar dinheiro na internet não é nenhuma novidade e com o passar do tempo, essa prática ficou cada vez mais encorajada graças a plataformas como YouTube, Twitch, TikTok e entre outras.

Nesse âmbito, o Facebook, o Youtube também têm investido em formas de incentivar os criadores de conteúdo. 

Já se esperava então que o Instagram também iniciasse alguma monetização com um sistema de assinaturas pagas.

Dessa maneira, os seguidores podem optar por pagar e receber conteúdos exclusivos de seus perfis favoritos.

A boa e a má noticía das assinaturas pagas do Instagram

A boa notícia é que com a nova atualização de assinatura por conteúdo exclusivo, parece que o Instagram finalmente encontrou uma maneira de monetizar a plataforma.

A má notícia é que a atualização ainda está disponível somente nos Estados Unidos.

Assim sendo, os seguidores poderão realizar assinaturas pagas em perfis famosos da rede. 

Com esse recurso, a Meta espera concorrer com plataformas como o OnlyFans. Contudo, a Apple irá reter 30% dos lucros obtidos com as assinaturas.

No momento, a ferramenta só está disponível para um pequeno grupo de criadores, esses criadores podem escolher o valor de sua taxa mensal de inscrição e adicionar um botão de inscrição em seu perfil. 

Os assinantes conseguirão acessar três ferramentas novas da plataforma.

Mas você não precisa esperar o botão de “Assinar” chegar ao Brasil para começar a fazer dinheiro com o Instagram.

Para quem já entendeu que o Instagram é a ferramenta de aquisição de clientes mais promissora que existe, a atualização pode até não ser tão importante. Mas com certeza é um estímulo para quem começou a dar os primeiros passos no digital.

E aí, você pagaria para receber conteúdo exclusivos dos perfis que segue no Instagram? Deixe um comentário!